segunda-feira, 9 de junho de 2014

V Mostra Cientícica FACOS 2014

CONSTRUÇÃO DA LINGUAGEM ESCRITA

 Adriana Aparecida Ribas Morais[1]

Amanda Cássia de Alencar Oliveira[2]

Ms. Anilda Machado de Souza[3]

Dra. Ligia Beatriz Goulart[4]

 

Alguns obstáculos que os alunos encontram durante o processo de alfabetização são, muitas vezes, decorrentes da falta de atenção e olhar sensível por parte do educador, para analisar e identificar as características de cada aluno, bem como da dificuldade da família em ajudar e manter as crianças na escola, conforme afirma Ferreiro (2011). Ao encaminhar ações pedagógicas que contribuam para o processo de alfabetização, analisamos de que modo uma estratégia lúdica poderia auxiliar na aprendizagem da leitura e da escrita, a partir de trabalho realizado com uma turma de segundo ano do ensino fundamental de uma escola municipal na cidade de Osório-RS. A experiência aconteceu durante as atividades semanais de monitorias realizadas no projeto PIBID da Pedagogia. Para efetivação da proposta foi confeccionado um boneco de tecido nomeado Sr. Alfabeto. O boneco carregava em seu corpo as letras do alfabeto e funcionava como elemento mobilizador para aprendizagem das letras. É sabido que o desenvolvimento da capacidade de abstração se dá a partir da interação com materiais concretos no cotidiano escolar. Desta forma, a construção deste personagem constitui-se de referências importantes do universo infantil, e por isso contribuiu significativamente na prática escolar. Nessa proposta, as crianças levam o boneco para casa, cada dia um aluno fica responsável pelo personagem, a fim de registrar a construção de brincadeiras no ambiente familiar, envolvendo letras, palavras, textos, a partir das interações entre a criança, o boneco e sua família. Os registros produzidos nesta ação estão sendo organizados em forma de livro, e posteriormente serão apresentados aos pais. O trabalho ainda está sendo desenvolvido, de modo que seus resultados parciais apontam que à medida que interagem com este material lúdico, as crianças dão visibilidade às suas hipóteses de escrita, indagam e propõe registros de sílabas e palavras, a partir das experiências vivenciadas com o personagem. Embora constituído de um rico elemento lúdico e didático, o material possui claras intenções pedagógicas, que consistem em mobilizar a criança para o convívio com as letras e com o universo da escrita e leitura, além de contribuir para a formação de leitores e produtores de textos.

Palavras chave: Alfabetização. Escrita. Leitura.

 

REFERÊNCIAS

FERREIRO, Emília, Reflexões sobre alfabetização. São Paulo: Editora Cortez, 2011.



[1] Bolsista PIBID Pedagogia-Facos-Faculdade Cenecista de Osório-RS  adrianapedfacos@gmail.comribas.lindner@uol.com.br
 
[2] Bolsista PIBID Pedagogia-Facos- Faculdade Cenecista de Osório- RS  amandapedfacos@gmail.com
[3] Orientadora do PIBID-Pedagogia-Faculdade Cenecista de Osório-RS anildaah@hotmail.com
[4]Co-orientadora do PIBID-Pedagogia-Faculdade Cenecista de Osório-RS ligiabg@terra.com.br

Um comentário: